sexta-feira, abril 10, 2009

O reencontro...

Pela primeira vez escrevo um post directamente, sem primeiro o preparar e reler antes de entregar a outros olhos. Já passaram quase quatro anos desde que comecei o Duende Feliz, por influência de tantos outros que me fizeram despertar curiosidade neste mundo. Foi então que comecei a escrever, primeiro para poucos, que depois foram aumentando e mudando, mas que me trouxeram uma nova experiência, a de não criar apenas para mim. De ter a noção das emoções que emprestava a outros, que comentavam o que aqui deixava e me faziam sentir acompanhado. De quase um ano de "pequenas" estórias nasceu a vontade e a sorte de cumprir um sonho de sempre e o Duende tomou forma de livro, deixando-me em sorriso eterno pela conquista.
Depois mudei um pouco o estilo. Abri um pouco mais do meu mundo real (embora sempre muito imaginado), mas continuei a ter muito prazer em escrever para mim e para vós e em partilhar este espaço ao mesmo tempo que recebia os vossos e encontrava conforto na certeza de que não estava sozinho.

Agora, passado todo este tempo, chegou a altura de parar. Porque não tenho sentido o apelo da escrita, porque a vida nos leva por diferentes caminhos, em que crescemos e mudamos e tentamos por fim nos encontrar. Deixo todos os textos publicados e acessíveis para quem tenha saudades e porque não se fecham partes da nossa vida, mesmo que em versão "virtual". Vou tentar ir espreitando os vossos espaços, mas sem prometer a regularidade de outros tempos. Se alguma vez voltarei? Não sei. Estou a tentar viver o presente o melhor que sei e que posso. Esforçando-me por ser melhor, por não errar tanto, por no fundo perceber tudo o que me aconteceu na vida e me fez a pessoa que sou hoje. Se o conseguir, talvez possa encontrar a paz que todos procuramos. Pelo menos vou tentar fazê-lo com todas as minhas forças.

Obrigado, pela companhia, pela amizade, pelos comentários, pela importância que todos tiveram para este espaço que tanto significou e ainda significa para mim. Agora vou "ali" tentar ser feliz. Desejo-vos o mesmo.

Beijos e abraços. Até logo...