domingo, dezembro 14, 2008

O Duende de Natal...


Nesta altura o Duende fica de novo menino. De olhar perdido no céu, como que esperando que as repostas apareçam em magia. Cansado de tentar e perseguir brilhozinhos, tenta descansar, embrulhado num soninho doce.
Pensa que não foi um ano fácil, de adulto mascarado, confuso com tantos labirintos. E imagina que neste Natal cumprirá o seu papel de verde ajudante, para os sorrisos ver nascer. Depois, já sereno, agradece em silêncio as palavras que lhe ofereceram e ajudaram a continuar.

Obrigado a todos. Festas felizes!